}

18 outubro 2015

Gravação do filme "Passagem pelas Trevas" e entrevista com diretor Lula Magalhães

Olá, girls

Pra quem me acompanha nas minhas redes sociais já sabe que estou gravando o filme "Passagem pelas Trevas", um projeto de Lula Magalhães, onde meu irmão Zyon Colber interpreta Glauco, o personagem principal. E claro que eu quero compartilhar tudo isso com vocês, e além de fotos dos bastidores e de um teaser do filme, eu trago também uma entrevista super legal com o diretor do filme, onde conta um pouco mais sobre esse projeto incrível  pra gente.



ENTREVISTA



Como surgiu a idéia do projeto?

Lula Magalhães: A ideia do projeto surgiu ainda em Pernambuco, quando morava em Caruaru, cidade situada no agreste do estado. Fiz os primeiros rabiscos e fechei um argumento. Quando me mudei pra São Paulo, acabei ganhando financiamento do SECOM, uma entidade da cidade de Itu pelo seu Presidente Luciano Ribeiro. Com o sinal verde financeiro partir para o roteiro e formação da equipe. Já filmamos 60% do projeto que foi rodado na cidade de Itu. Agora passaremos por São Paulo capital e Mairiporã, linda cidade próximo à zona norte de São Paulo com belos cenários por ser perto da Serra da Cantareira.
                                          
No que você se inspirou para criar o "Passagem pelas Trevas"?

Lula Magalhães: No século XVIII, um nobre chamado Sir Francis Dashwood criou uma sociedade chamada ‘Clube do Fogo Infernal’. A ideia escandalosa na época estava mais ligada à orgias sexuais que propriamente violência ou mortes. Glauco investiga uma organização moderna que se arrastou de forma secular até hoje, mas com ideias mais assombrosas, com desfechos mais macabros. O ‘Clube do Fogo Infernal’ foi então uma grande fonte de inspiração. Havia uma época em que escândalos sexuais eram tratados como coisas ligadas ao demônio. Hoje, faço uma correlação muito mais a violência e a morte do que a isso. Atualizei os objetivos do clube ao tempo em que vivemos.

Como você chegou ao protagonista para o Glauco?

Lula Magalhães: Quando conheci o Zyon Colber, tinha convidado ele para ser um personagem em outro projeto. Zyon é um ator de traços fortes e sombrios. Um cara que cai como uma luva para dar vida aos personagens que eu crio. Quando meu curta-metragem "Mandala Night Club" foi exibido no Itaú Cultural em São Paulo, o Zyon foi prestigiar a exibição, logo depois tomamos um café e fiz o convite para ele ser o personagem principal do "Passagem pelas Trevas".

Ainda faltam tomadas a serem gravadas? Onde?

Lula Magalhães: Sim, vamos gravar aqui na capital paulista e na cidade de Mairiporã.

Qual o destino do projeto quando estiver finalizado?

Lula Magalhães: A ideia sempre foi deixar pontas soltas. Os personagens são complexos demais e tem muita coisa pra ser contada. Uma série é o ideal. Estou escrevendo muita coisa sobre o destino do Glauco depois dessa primeira história. Mas o formato também permite um filme que pode circular bons festivais do gênero.

Tem planos de voltar pra Pernambuco ou vai se firmar em São Paulo?

Lula Magalhães: Estou em São Paulo finalizando o "Passagem pelas Trevas". Até o momento estou focado no filme. Tenho um curta pra rodar em dezembro em Camaragibe, cidade próxima a Recife, mas é algo infinitamente menor. Só saberei se vou continuar aqui quando o “Passagem pelas Trevas” for lançado e outros projetos forem surgindo.

Eu, no papel de bruxa.

making of

making of

Flávia Nucci interpreta a bruxa Valburga

making of



Carlito Salvatore interpreta um psicopata 

Zyon Colber interpreta o personagem principal Glauco

making of

making of



Já da pra perceber que está tudo um arraso, e eu estou doida pra ver tudo pronto.

Espero que tenham gostado.

Beijos, girls

Nenhum comentário: